segunda-feira, junho 18, 2007

MST - Palavras de ordem

"a terra é um bem da natureza, deve estar apenas vinculada aos interesses do povo”...

A Terra a Quem a Trabalha!...

29 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

boa noite Terra!!!!!!!!!!!!






excelente!!!!!!!!!!!!!




enorme abraço.

un dress disse...

... da terra ainda na bOca ... :)





beijO

triliti star disse...

amigo, vai ao meu Quarto de Dormir, bate à porta e entra.
está lá um novo relógio de parede para ti.

PintoRibeiro disse...

Não. A Terra primeiro que os homens. O planeta não é nosso ou apenas nosso.
(Eu não deixo K'mrd Herético. Blokistas e direitas, marreta no focinho.
Já agora. Modernidade mas em que pressupostos? )
Abraços,

M. disse...

Choca e impressiona, este filminho. Por serem crianças. E pergunto: até que ponto a sua vivência como crianças é desviada do seu correr natural? Mas até que ponto, também, é que é possível que elas vivam despreocupadamente as suas infâncias se à sua volta o mundo lhes é ingrato? Até que ponto elas têm consciência do que se passa? Até que ponto elas sobrevivem à realidade à sua volta refugiando-se no seu mundo de faz de conta? Até que ponto os adultos que as incitam com palavras de ordem o fazem porque lhes querem incutir desde cedo a consciência política de que precisarão no futuro? Ou até que ponto os adultos se servem delas apenas e as não deixam ser crianças? Até que ponto para elas isto não é mais do que uma brincadeira, porque como crianças que são é no brincar que conseguem sentir a vida? Ainda que perante as injustiças que sofrem na pele e na alma. Tanta pergunta e tanta dúvida eu tenho... Quem me dera saber as respostas.

hfm disse...

Muito bom.

vida de vidro disse...

"Braço que dormes
nos braços do rio
Toma o fruto da terra
É teu a ti o deves
lança o teu desafio"

Zeca Afonso, excerto de "Utopia"

Durante quanto tempo lutarão eles para que a sua utopia seja possível? E chegará a ser? **

Maria P. disse...

Impressiona.

bettips disse...

...dos mais desfavorecidos... Inquietante. E ainda porque são notícias que "escapam convenientemente" aos senhores da terra. Abç

foryou disse...

Um video que impressiona e faz pensar... muito

Frioleiras disse...

Parabéns...
pelos "tomates" ...

Frioleiras disse...

Ah, excelente, o teu post ...

zetrolha disse...

A terra e seus afins não têm feito outra coisa senão a satisfação dos caprichos do Homem....por isso essa frase não faz sentido nenhum.

F F Moniz disse...

A terra é um bem básico do ser. Todos deveriam ter direito ao seu chão. Não apenas no sentido de Cabral da "parte que me cabe nesse latinfúndio". Obrigado pela visita ao Voyeur! Até a vista!

Cris disse...

Engasgada, revoltada, e desolada.
Excelente chamada de atenção, como somente o nosso Herético o sabe fazer!

um beijinho

C.

miruii disse...

Não é para levar a sério... é?

Obrigado pela visita.
Pois é, amigo, se não fosse a nossa Catarina a ensinar-lhes o five 0'clock tea, o que teriam eles? Continuam a conduzir em contra-mão...

sonhadora disse...

" A Paixão é meu destino, meu final e meu começo"

Maria Teresa Horta


Beijinhos embrulhados em abraços

Maria disse...

Excelente..........
Quando todos percebermos que a terra é-nos apenas emprestada enquanto por cá andarmos, talvez se resolvam muitos problemas....

A terra, essa terra, é de quem a trabalha, SIM!!!

Beijo

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

De regresso, a voltar, um abraço.

Cris disse...

Meu Querido Herético,

Passa por Terra, foste votado!!

Beijinho
Cris

Kanoff disse...

His finger then, now yours
here, where master stopped, went back,
counted syllables.

(Irving Feldman)

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Bom fim de semana e um abraço.

Klatuu o embuçado disse...

«A terra a quem a trabalha.» - sempre me pareceu um princípio justo; como me parece justo expropiá-la a quem a abandona e despreza!
Como disse o tão nobre Chefe índio: «A terra não pertence ao homem. É o homem que pertence à terra.»
E, apesar de eu saber que nem toda a propriedade é necessariamente um roubo... tenho sempre imensa dificuldade em decidir sobre a questão... e muitas vezes dou comigo a concluir que muitos dos «slogans» da Esquerda, não o são, mas sim evidências racionais.

Abraço.

P. S. E, honestamente o digo, encontro menos contradições entre o que politicamente defendo e as teses fundamentais da Esquerda... do que «grandes monárquicos» que aparecem pelos nossos Fóruns a referirem-se ao monte de merda labrego do Salazar como «o nosso bem amado ditador»!!
Claro, compenso-me em pensar que não serão Monárquicos, mas sim a mesmíssima corja de saudosistas das Colónias e do Estado Novo que cagam sentenças nos Fóruns nazis.

Klatuu o embuçado disse...

P. P. S. E também tenho a absoluta certeza que só nestas virtuais circunstâncias me permito a ficar por baixo de ratazanas! :)

Moura ao Luar disse...

A quem trabalha só miséria...

F F Moniz disse...

Obrigado pela visita ao Voyeur! Avisa-me qnd atualizar o seu blog. Um grande abraço!

Klatuu o embuçado disse...

De onde terá vindo este cromo?
Daqui? :)
__________________________
rasputine said...
És mais perigoso que 20 blogues nazis. Lenine estava certo, calam-se primeiro os aristocratas cultos, na corda e na espingarda!

5:11 PM
__________________________
https://www.blogger.com/comment.g?blogID=26760446&postID=6120063612061920759

herético disse...

Klatuu,
justifica-se a pergunta. mas esclareço que não simpatizo com os "rapustines" da História. e este, pela amostra, presta mau seviço à causa que julga defender...

Klatuu o embuçado disse...

P. S. Além disso, a ser um comunista... entenderia mal questões fundamentais do seu Partido: o PCP não propôs a extinção da Fundação D. Pedro IV... por causa do nome da mesma! :)