segunda-feira, junho 30, 2008

MUDANÇA DE RUMO NA POLÍTICA EDUCATIVA

A CGTP-IN colocou na sua página da Internet, um Manifesto em Defesa da Escola Pública, tendo como objectivo a sua subscrição por entidades colectivas, personalidades, trabalhadores e cidadãos em geral.

Esta iniciativa coincide com o ano lectivo de 2008-2009, dado que é imperioso que haja uma mudança de política na área da educação. Para a CGTP-IN, a Educação constitui um dos instrumentos fundamentais no combate às desigualdades, pois contribui, de modo decisivo, para a preservação de valores sociais, cívicos e culturais essenciais; e, por outro lado, reveste-se de particular importância para as pessoas no mercado de trabalho.

As opções neoliberais do Governo estão a conduzir a uma escola menos pública, menos inclusiva e menos democrática. Tem sido progressivo o desinvestimento na Educação, com impacto significativo nos orçamentos dos estabelecimentos públicos, desde a Educação Pré-escolar ao Ensino Superior.

As alterações impostas à legislação sobre Educação Especial põem em causa o direito das crianças e jovens, com necessidades educativas especiais, ao apoio específico especializado e aos princípios da escola inclusiva, inscritos em recomendações internacionais subscritas pelo Estado Português.

Para a CGTP está em causa a qualidade da Escola Pública, que não pode deixar de estar associada ao ataque sem precedentes que este Governo está a fazer contra os profissionais da Educação, docentes e não docentes, a par de uma campanha pública de desvalorização social da sua imagem.

Os custos da Educação para as famílias aumentaram 30% nos últimos seis anos, ao mesmo tempo a acção social escolar estagnou, sendo claramente insuficiente num País marcado pela pobreza, desemprego e precariedade e onde os salários são dos mais baixos da U.E.

Para a CGTP trata-se de uma exigência de respeito pelos preceitos constitucionais, pela Lei de Bases do Sistema Educativo e a reafirmção da luta tendo em vista que o Estado mobilize os recursos necessários no sentido da afirmação de uma Escola Pública com qualidade.

Pelo que a CGTP apela âs pessoas individuais e colectivas a subscreverm o documento.


Defesa da Escola Pública
..................................................................

Este blog associa-se militantemente (sem receio da palavra) e com gosto pessoal do seu autor a esta campanha em Defesa da Escola Pública.

20 comentários:

Leonor disse...

ola heretico

assino em baixo
beijinhos

dona tela disse...

Estudei o acordo ortográfico.

Boa semana é o que lhe desejo.

Véu de Maya disse...

Subscrevo inteiramente a importância da Escola Pública e fico muito triste com qualquer governo que por falta de visão ou por ingenuidade não entenda as consequências gravosas de tratar o sistema nacional de ensino como uma empresa ao serviço de outras empresas...é uma coisa sem nome...e a justiça e a educação e a saúde valem o que valer um Estado.

abraços solidários

mariam disse...

subscrevo e assino! claro que sim...

tenho filhos na escola pública, uma acabou direito este ano, o outro está no 2º ciclo...

obrigada p`lo "post"

boa semana
um sorriso :)

M. disse...

Eu entendo a importãncia a nível do ensino especial sobretudo. Não estudei em Portugal (à excepção da Universidade),creio que foi a minha sorte, fui das que precisou de se formar no ensino especial e não me parece que este país esteja à altura ou sequer preparado para dar este tipo de formação. Nunca esteve. Creio que talvez haja um período com melhorias mas não houve praticamente um projecto único ou um empenho a nível nacional como o que vi em França.
Se esta política vem piorar o que já vai mal.. é triste.


A quadruplicar ****

(política à segunda feira? tu dóis-me... )

heretico disse...

M.

eheheheh.

adorei.

previsível? mais fiável... rss

um Ar de disse...

Acabei de chegar da reunião com os encarregados de educação dos meus alunos, a última deste ano escolar.
.
Constato que estão mais pobres, agora, com maiores dificuldades do que no início do ano lectivo, para manterem os filhos na escola.
.
Por isso alguns quiseram desistir, porque se sentem um fardo para os pais... e alunos sem classificcções negativas e que até gostam do curso!... Foram ficando...
.
Vamos tentar o apoio dos Serviços Sociais... vamos tentar... mas não chega.
"O dinheiro já não paga nada".
.
Os miúdos estão a trabalhar em cafés de praia, restaurantes e na construção civil, desde que começaram as férias...
.
É muito difícil acreditarem num futuro...
.
Venho sempre revoltada, comovida, ao mesmo tempo, com estes pais e mães tão jovens, com empregos tão precários, umas vezes, com... outras vezes, sem... Nunca os sinto numa situação de estabilidade... mas estão presentes.
.
É certo que, ajudámos a resolver casos de fome, no sentido literal...
.
Não me calhou uma turma complicada... calhou-me uma turma de filhos de heróis infelizes... desconhecidos para o mundo, mas não para mim.
.
Não consigo habituar-me a estes meus regressos penosos!
.
Já não estão na escolaridade obrigatória... mas a Escola Pública não deve demitir-se de impedir as desigualdades. Não sei que mais podemos fazer...
.
[Beijo de mais um regresso triste]

Frioleiras disse...

o mundo mudou... não é um problema local, não é um problema do Estado actual....

o mundo mudou



irreversivelmente ...

Frioleiras disse...

" " "

penso eu............

heretico disse...

frioleiras,

não penses, amiga! rss

(as tuas "frioleiras" são lindas...)

Peter disse...

Tenho um neto que procuro metê-lo na escola pública, depois de 2 anos de frequência dum colégio, onde nada aprendeu e só gastou dinheiro.
Infelizmente é difícil arranjar vaga.

Lord of Erewhon disse...

Tudo bem, mas isto só vai lá com as próximas legislativas e uma derrota histórica do PS!

(Adorava a repetição do fenómeno PRD - mesmo que fossem vocês os beneficiados. O PSD com aquele cadáver também está uma bela merda!)

Abraço!
P. S. Aproveitem que o vento é favorável... E vê se publicas algo na NA.

Sophiamar disse...

Herético

Subscrevo! Outra coisa não posso fazer. Pela defesa da escola pública,pela defesa da qualidade do ensino, pala defesa do cidadão do futuro. Não o quero acéfalo, acrítico, analfabeto...

Beijinhos

Carla disse...

subscrevo os princípios que aqui são defendidos, realçando contudo uma coisa a escola pública deve ser sempre um garante de qualidade quer pelo que isso significa em termos de construção de um futuro para os nossos jovens quer porque de uma forma ou de outra (impostos) todos pagamos para que isso seja uma realidade...
Infelizmente (e raras vezes por culpa dos professores) essa nem sempre é a realidade com que nos defrontamos diariamente, daí que não possa colocar a questão em termos de escola pública versus escola privada...ambas têm o seu espaço
No meu entender o que se deve é exigir que a escola pública preste o serviço para a qual foi criada, que lhes sejam dadas condições para que os estudantes saiam com uma formação adequada que lhes permita criar um futuro com saber e em liberdade...
beijos

Maria Laura disse...

Subscrevo, absolutamente. E já. :)

Mar Arável disse...

FORÇA CAMARADA

MPS disse...

Herético

Já subscrevi - na internet e, antes, em assinatura do próprio punho. Ainda bem que se importa com com os assuntos da educação, dando-lhe a importância nacional que ela tem.
__

Quando me visitou pareceu-me que o conhecia. Agora, lendo os comentários anteriores, percebi que foi na página da Sophiamar. Foi um gosto, recebê-lo e visitá-lo.

Bloga Comigo disse...

Herético

Partilho o seu ponto de vista. Por inteiro.
Eloquente, claro, conciso.

Bjos

jawaa disse...

A escola pública tem uma função na sociedade que tem de ser valorizada, não há qualquer dúvida nisso.
Há muitos anos deixei de ser sindicalizada por discordância do comportamento dos sindicatos que não souberam defender os direitos de professores enquanto tal, não era só o dinheiro; viu-se o resultado.
Mas a escola pública tem de voltar a ser credível e não um depósito...
Um abraço

Mariz disse...

olá Herético
Assino em baixo...de caras!
Quanto a si, sempre preciso e consiso - com...siso.
Ah! e incisivo também.
Percebi mal ou alguém por aí referiu..."fenómeno do PRD, mesmo que fossem "vocês os beneficiados"?!isto era directamente para si? Será que nos cruzámos já? Bem... a minha foto está um tanto diferente...
nah! acho que não...caso assim fosse, já teria saído de si, algo arrasador - parece-me! é que na altura fui convidada a integrar a lista mas como independente. Nunca me filiei em nada...nem em "ninguém" - penso que isso ainda convém a muita gente.
Mas...
Não há mais histórias do Zeca? São bem mais giras, com esse laivo de cusquice, que lhe dá um toque de verão...srsrsr. Muito eu gosto de o ler...palavra! Mas já me cansa a política e creia que "meninos de ouro" a começar pelo então PM Cavaco Silva, ao Guterres, ao Cenourinha, ao Fixe do SoAres etc. todos foram meninos de "côro" pois cantaram afinadÍssimos...sempre! Mas será que ainda alguém tem dúvidas disso? é que já passaram 30 anos e eles são sempre os mesmos, e as promessas iguais e "por cumprir" - o que é que uns têm que os outros não?...não entendo! MAs há mais alguém que ainda não tenha experimentado o poleiro? Ah! O Bloco! e os reformados...
como é que as pessoas ainda perdem tempo com estas coisas de governozinhos para um país a cair cada vez mais na miséria e ninguém faz nada SOCIALMENTE!!!

Fique bem
Mariz

ESPAVO!