terça-feira, junho 03, 2008

Os Senhores do Mundo...

Campanha contra o livro “Clube Bilderberg - Os Senhores do Mundo” - Mensagem de Daniel Estulin

Através de um amigo, por quem tenho o maior apreço, recebi o apelo do escritor Daniel Estulin, sobre as dificuldades e pressões sobre a publicação, em Portugal, do seu livro “Clube Bilderberg - Os Senhores do Mundo”. Por que não quero para o meu País a vergonha de novas (ou velhas) censuras e independentemente do juízo que, depois da leitura, cada um possa fazer sobre o conteúdo do livro, passo esta mensagem, que se me afigura revestida de seriedade e autenticidade.

...........................................................................................................

“Chamo-me Daniel Estulin. Sou o autor de “Clube Bilderberg - Os Senhores do Mundo”. Devido a algumas informações muito perturbadoras que temos recebido dos nossos amigos em Portugal, estou a escrever a todos os bloggers portugueses a pedir ajuda.

Recebi informações de alguém que trabalha para a “Temas & Debates” em Portugal que os editores receberam FORTES PRESSÕES de membros do governo PARA NÃO VENDEREM O LIVRO acerca do Clube Bilderberg. Aparentemente este apanhou mesmo o governo de surpresa e assustou-o. Têm medo que este se torne num fenómeno mundial. De facto, está a tornar-se num fenómeno mundial, uma vez que foi editado em 28 países e em 21 línguas.

Esta carta é um pedido de ajuda. Por favor enviem-na a qualquer pessoa disposta a lutar pela liberdade de expressão. O governo e o meu editor em Portugal, “Temas & Debates”, estão a tentar sufocar este livro porque têm medo que este possa criar uma base que se transforme num movimento populista em Portugal, como já aconteceu na Venezuela, na Colômbia e no México, nos quais a primeira edição esgotou em menos de 4 horas e causou manifestações em frente das embaixadas dos EUA, algo que, como é óbvio e devido ao bloqueio da comunicação social, você não viu nem ouviu na televisão, nem na imprensa nacionais.

Se não enfrentarmos estas pessoas da “Tema & Debates” e do governo, elas irão vencer esta luta e nós, o povo, ficaremos UM POUCO MENOS LIVRES E UM POUCO MAIS PODRES INTERIORMENTE. Peço a todos aqueles que queiram ajudar que:

Apelem a todos os bloggers que por aí andam a telefonarem para a “Temas & Debates” a perguntarem o que se passa e a EXIGIREM que vendam este livro. Já contactei todas as pessoas que conheço pessoalmente e estas estão a organizar uma campanha de telefonemas e de envio de cartas PARA TELEFONAREM OU ESCREVEREM À “TEMAS & DEBATES” E EXIGIREM UMA EXPLICAÇÃO.

Estão dispostos a telefonar aos vossos contactos na imprensa, aos vossos amigos e aos amigos dos vossos amigos e verem se estão dispostos a publicar esta história e em ajudarem? O que o editor e o governo mais temem é O ESCRUTÍNIO PÚBLICO E A ATENÇÃO INDESEJADA.

Quantas mais pessoas telefonarem e assediarem o editor, e o governo, menos possibilidades terão eles de levar essa tarefa a cabo. Se não fizermos algo seremos tão só MENOS LIVRES NO FUTURO. É ESSE O OBJECTIVO DA BILDERBERG. MAS NÃO É ISSO O QUE EU QUERO PARA OS MEUS FILHOS.Com base nas nossas fontes no Porto e em Lisboa, descobri que muitas pessoas têm ido à FNAC à procura do livro mas que, de acordo com a FNAC, “o editor, por qualquer razão, não está disposto a vendê-lo.”

Posso dizer-lhes, por experiência própria em Espanha, que esta pressão funciona. Inicialmente, a primeira edição foi de 4.000 exemplares que se esgotou num dia. A Planeta (a editora espanhola - nota do tradutor) estava a ser MUITO vagarosa no reabastecimento das livrarias. Organizamos uma campanha massiva na comunicação social na qual isto quase se transformou num ponto crucial para a liberdade de expressão. E funcionou. A Planeta cedeu, o livro avançou e actualmente foram vendidas mais de 65.000 cópias. Também podem divulgar este número na vossa página.

Além disso, estou a organizar uma série de seminários em Portugal para falar sobre os Bilderbergers e os Planos da Ordem Mundial. Esta atenção indesejada irá irritá-los profundamente. Os Bilderbergers são como vampiros. O que odeiam mais que tudo na terra é que a luz da verdade brilhe sobre eles.

Se isto resultar em Portugal, irei enviar uma dura mensagem a outros países que desejem ceder à pressão dos membros do governo ou a quem quer que seja. Agradeço-lhe adiantadamente e estou disponível para o que possam desejar de mim.”

.....................................................................................

De acordo com a nota de leitura do livrom que acompnha o apelo, o “Clube Bilderberg” reúne presidentes, primeiros-ministros e banqueiros internacionais tendo em vista estabelecer estratégias para controlar os mercados e impor as suas regras e onde os convidados dizem em privado o que nunca ousariam dizer em público. Ao longo dos últimos cinquenta anos, este grupo seleccionado de políticos, empresários, banqueiros e outros poderosos tem-se reunido em segredo para tomar as grandes decisões que afectam o mundo.

O livro “Clube Bilderberg - Os Senhores do Mundo”, dá conhecer quem mexe os cordelinhos nos bastidores dos organismos internacionais conhecidos.

Não temendo pôr em risco a própria vida, Daniel Estulin conseguiu romper o muro de silêncio que protege as reuniões do clube mais exclusivo e perigoso da história e revela:

- Porque se reúnem os cem mais poderosos do mundo, todos os anos, durante quatro dias.
- O porquê do silêncio dos media em relação a estas reuniões.
- Que vínculos existem entre o Clube Bilderberg e os serviços secretos ocidentais
- Quais os planos do Clube Bilderberg para o futuro da humanidade.




12 comentários:

Justine disse...

Li-o quando foi editado, em 2005.E se é mais um caso de censura em relação a um livro, infelizmente não é o único, neste país pequenino!

VEU DE MAYA disse...

Vou perguntar à Editora TEMAS E DEBATES por que razões é que não põem este livro tão divulgado noutros países e línguas à venda em Portugal? Como ainda o não li, e não podendo fazer juízo sobre ele, vou tb tentar comprá-lo na FNAC...para saber melhor o que se está a passar?

um Ar de disse...

Ah!...
Será que vem "confirmar" as minhas suspeições, relativamente à conspiração à escala internacional?... um pequeno "grupinho", onde as "pequenas grandes diferenças", até nem são "relevantes", comanda os destinos globais?...

Até que gostava de [ter tempo de] ler.

[Beijo...?????]

Sophiamar disse...

Não tinha conhecimento disto mas, tendo em conta o conteúdo do livro,não estranho que tal oposição se verifique. Uma coisa é certa: mais certo será o sucesso de vendas caso venha a ser publicado em Portugal. Compra assegurada.

beijo

Maria Laura disse...

Como gostava de ter respostas e, sobretudo, de tentar perceber exactamente do que se está a falar, claro que me interessa ler o livro. Pressione-se então a "Temas e Debates"!

Nilson Barcelli disse...

Afinal vou colocar aqui o comentário que fiz em cima.
Talvez sirva para fazer luz sobre o assunto...

Não tenho a certeza absoluta, mas acho que o tema das reuniões dos poderosos já foi tratada e desmestificada em tempos por causa deste livro.
Por isso, acho que este senhor é um charlatão e pretende apenas ganhar dinheiro à custa de sensacionalismo barato.
Mas gostava de saber a versão da editora... e não há mais? Se o livro fosse assim tão bombástico, haveria logo outra interessada, e as pretensas pressões do governo (como é que ele sabe?) não surtirão efeito com todas elas...

Abraço.

Jorge P.G disse...

Sem acreditar de olhos fechados nas palavras do autor(?) há que saber, realmente, o que se passa, no mínimo para não sermos tomados por parvos.
de momento, nada mais posso dizer:pode ser tudo verdade e pode ser acto de algum charlatão. Não seria a primeira vez que os bloguistas seriam utilizados para acções de marketing ou outras.
Não sei.

Saudações.

OrCa disse...

Pois, pois... mas lá que eles «andem» por aí, essa é uma grande verdade. Todos tão certinhos, tão mancomunados, tão direitinhos, a utilizar os mesmos argumentos, concertadinhos, para imbecilizarem cada vez mais globalmente.

Teoria da conspiração? Ah, não? Então é o quê?... Algum Rotschild sentado no pináculo do Empire State Building, com milhões de cordelinhos na mão, accionando milhões de marionetas parece-me bem menos plausível... A não ser como metáfora, claro.

Um abraço.

mdsol disse...

Disseram-me o mesmo já há muito tempo. Possivelmente na altura em que o livro saiu. Eu li-o emprestado. Mas pode-se pedir através da net! Conheço quem já mandou vir. Amazon, Weboom ou outra qualquer deste estilo.
:))

Oliver Pickwick disse...

Teorias de conspirações, opressores e censores. São como fantasmas que arrastam correntes durante a eternidade. Nunca morrem, caro amigo.
Um abraço!

AAA disse...

esta é das campanhas publicitárias mais bem feitas que eu conheço!

Se não fosse este "interdito" passaria despercebido! Viva a PUB! Assim, vende-se melhor!

Vera disse...

Já tentei comprar, mas foi mesmo retirado do mercado!!! Onde se pode comprar, alguém sabe? Ainda dizem que vivemos num país democrático... para alguns, digo eu!!!