quinta-feira, dezembro 17, 2009

"Eu tinha umas asas brancas..."



“Sim, a natureza foi avara connosco, e é difícil transformar em searas de trigo fragões de granito ou de xisto. Isso, porém, não é razão para lhes acrescentarmos a nossa esterilidade...

Há gente cá na pátria que, em vez de cobrir de desânimo e renúncia as lajes onde nasceu, faz delas a peanha duma vontade fecunda”.


Miguel Torga – in “Diário X”
Foto - Georges Dussand

FELIZ NATAL

34 comentários:

Maria disse...

Tão belas as palavras de Torga...

Bom Natal, ainda que frio e branco.

Beijos

Paula Raposo disse...

E Miguel Torga sempre presente em palavras de verdade...beijos.
Feliz Natal.

Mel de Carvalho disse...

Por certo, assim é. Para aqueles que acreditam que as vontades são sementes de primeira qualidade e que, ainda que enluvadas de branco, no gelo branco, serão preservadas e darão frutos.

Façamos pois, homens/mulheres de boa vontade que somos, das lajes graníticas, peanhas sacramentais de vontades profícuas.

Bem-haja pela partilha de tão belo extracto do sempre actual Torga, nado e crescido por entre fragões de granito e a quem, a dureza climática, temperou a alma num registo de beleza inigualável.

Feliz Natal, estimado Herético, a si e aos que ama.
Fraterno abraço
Mel

São disse...

Torga é sempre de qualidade alta!

De coração te desejo e aos teus um Natal de amor e lindas prendas assim como um 2010 com saúde e paz.

Um grande abraço,Companheiro!

éme. disse...

Pois sem dúvida que, cada vez mais, é preciso contrariar o desânimo! Tem sido este (e a renúncia, sim, sem dúvida) que nos deixou chegar ao que se vê.
Não nos nascem asas nas costas, é bem certo, mas temos braços e mãos e uma cabeça que deve estar limpa para escolher, decidir, fazer.

Festas Doces, sim, já que é tempo (para) delas

MagyMay disse...

Com a minha vénia, à vontade férrea e fecunda em chão de xisto, desejo-te também... Feliz Natal
e um Beijo

alice disse...

palavras intemporais e sempre em modo de uso com uma bonita fotografia. um beijinho*

lino disse...

Dos fragões de granito brota trigo, muitas vezes. Nas terras fecundas nascem eucaliptos e coutadas, mais vezes ainda.
Abraço

jrd disse...

Vontade que voa.
Boas festas
Abraço

Branca disse...

Bonitas palavras...

Que vc tenha um Natal abençoado e harmonioso junto aos seus e que 2010 seja um ano de muitas realizações, tto pessoal qto profissionalmente...bjo!

Triste Flor disse...

Lindo poema, lindo blog, prabéns...

Maria Valadas disse...

Bonitas as palavras de Miguel Torga!
Obrigada pela partilha!

VOTOS DE FELIZ NATAL.

Beijos.

casa de passe disse...

Não sou um velho culto e muito pouco li durante a minha longa vida mas gostei disto.

Um bom Natal para si, familiares, visitantes e para toda a gente.

Ernesto, o avô

© Piedade Araújo Sol disse...

uma bela escolha do Miguel Torga.

um beij

Correia disse...

Votos de saúde e de sucessos.com amizade, sempre CCorreia

Os homens vivem juntos, porém cada um morre sozinho e a morte é a suprema solidão.Miguel Unamuno

Nilson Barcelli disse...

Não conhecia este texto do Torga.
Mas concordo com ele.
Mas será por falta de vontades fecundas, em quantidade e qualidade, que o desenvolvimento do país, social e cultural, não avança...
Feliz Natal.
Abraço.

Arabica disse...

Herético,

gosto tanto de Torga e da sua terra de xisto!!

Precisamos de muitas asas brancas.
Ou de outras cores.
Precisamos de asas.

E deixo-te um abraço asado.

Mar Arável disse...

Que se conquistem asas

para todos os voos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Herético

Quem não teve umas asas brancas?

Belissíma mensagem a de Torga. Mas o Natal está dentro de nós, dos que acreditam na vida e na capacidade de mudança e de construção.

Abraço-te com força. Bom Natal.

OrCa disse...

O que o Torga sabia já sobre tantos (quase todos) os políticos de hoje!

Feliz Natal.

~pi disse...

como estrelas, palavras

torga-da-luz,

nas veias :)




beijo




~

Miosotis disse...

... Torga tem esse outro lado! E ainda bem!

Aqui deixo, querida amigo, o meu abraço fraterno de sereno Natal!

Um beijo,

Isabel disse...

asas que voam até hoje!



beijo.



(imf)

M. disse...

Obrigada pelas palavras que escolheste para nos desejar Feliz Natal. Para ti também os meus votos de que o teu seja feliz.

escarlate.due disse...

eu sei que tenho andado meio desaparecida sem muito tempo mas prometo passar com calma para recuperar as palavras que ando a perder. Hoje deixo apenas os votos de um Feliz Natal

gaivota disse...

e torga falou assim...
um santo e feliz natal!
beijinhos

Marinha de Allegue disse...

Unha aperta de Nadal para ti!!!.
:)

São disse...

Um abraço

Frioleiras disse...

beijo herético.............
... que a tua noite de Natal tenha sido serena e bela..

batista disse...

Feliz Natal,meu irmão!

Um abraço fraterno e saudoso.

vida de vidro disse...

Que sejam tranquilos e felizes os dias das Festas! Obrigada pelas palavras de Torga. Guarda as tuas asas brancas :) Beijos

maria manuel disse...

palavras de esperança e perseverança as de Miguel Torga.

Paulo Sempre disse...

"Posto o sol da esperança
O medo acaricia-lhe os olhos
Ao espelho as meias pretas
Atenuam-lhe as nódoas roxas dos cifrões

Mulher sem ventre
Corpo a monte sem passaporte
Sabes do cio o inverno precoce
As grutas inundadas por mar alheio
Os adjectivos espancados
E os beijos sem seiva

No teu corpo
Há neblina perfumada de fantasia
O segredo e o ódio
Talvez vagas de esperança
Mas quando o teu corpo dá à costa
Já em terra o peixe é fresco
E o lugar comum de estar só está de volta."



FELIZ ANO NOVO!!!


ABRAÇO
PAULO

jawaa disse...

Bela transcrição para o tempo que passa.
Abraço