domingo, maio 30, 2010

Sócrates e a “Ópera do Malandro”...

Lê-se e não se acredita. Ao que parece, o nosso Primeiro Ministro, em viagem de Estado ao Brasil, fez constar que o insigne compositor e intérprete de inesquecíveis canções brasileiras (e não menos conhecido escritor), Francisco Buarque de Holanda, num impulso irresistível, quis conhecer a deslumbrante personalidade do Eng. Sócrates e seu pujante perfil de estadista.

Ou talvez, quem sabe, seu lastro cultural...

E, por isso, na perspectiva da noticia, terá o consagrado intelectual brasileiro manifestado o desejo de com ele, primeiro-ministro, se encontrar, quiçá para ambos revisitarem as peripécias da “Ópera do Malandro”, ou então, mais ao gosto pós moderno do nosso governante, inverter a lógica poética e musical do “Operário em construção”, que teima em “atrapalhar o tráfego”...

Temos pois que o eng.º Sócrates, acompanhado de prestimoso fotógrafo e de ministro brasileiro (diplomacia oblige) se deslocou à residência de Chico Buarque que, por certo, prisioneiro do seu afecto por Portugal, não poderia negar a deferência...

E, está claro, a nossa acéfala comunicação social rejubilou. E apressou-se a disparar a notícia, para este lado do Atlântico, de que “Chico Buarque quis conhecer o primeiro-ministro...”

Acontece, porém, como é sabido, que Chico Buarque é homem de muito mundo. E se, porventura, os caprichos da diplomacia e as razões do coração o motivaram a aceitar o encontro, não se prestou, naturalmente, a ser emblema na lapela de Sócrates e fez saber que “foi o vosso primeiro-ministro quem pediu o encontro; aliás nem faria muito sentido ser eu pedir um encontro e ele ter que vir a minha casa...”.

Mas julgam que perante semelhante desaire – chamemos-lhe assim diplomaticamente – o nosso engenheiro embatocou?!...

Como se nada fora, assobiou para o ar, deu o dito por não dito e lesto, o seu gabinete admitiu ter havido “um erro na informação” e que foi Sócrates “quem manifestou, há algum tempo, a intenção de conhecer Chico Buarque...”.

Querem coisa mais natural e desculpável que um “erro de informação”, desde que limpe os embaraços do nosso Primeiro-ministro?... Por cá, já se sabia que era assim. Os nossos amigos-irmãos brasileiros, porém, que se cuidem. A moda pode pegar e botar fogo nos políticos do seu país.

Mas se assim for, recomendamos-lhe o original, que por mim, exportaríamos com gosto...

23 comentários:

Maria disse...

Bem encaixotado e sem direito a devolução...
Ao ponto a que o homem chegou!

Beijos.

Fragmentos Culturais disse...

... impossível não sorrir ;)

Beijo,

Licínia Quitério disse...

Ora o que nos havia de calhar na rifa! O homem é uma lástima. Enredou-se no jogo do disse mas não disse e de lá não quer sair. Já repararam no olhar dele? Além de cólera, não consegue transmitir qualquer outra expressão humanizada. O Chico Buarque? Mas o Sócrates gosta dele porquê? Também deve gostar do Toni Carreira, suponho.

Não, não me conformo, não me conformo!!

Abraço grande.

São disse...

Ao que se chegou, meu DEus!!

Foi por tudo isto que eu desfilei na Avenida no sábado passado, com todo o orgulho!

Só lamento que a UGT não tivesse estado também.

Boa semana.

lino disse...

"Ópera do malandro", não, que é uma
grande obra do Chico, de 1979, quando o Socas ainda mijava nas fraldas. Talvez ópera bufa.
Abraço

jrd disse...

O homem não se enxerga e 'mente compulsiva mente'...
Abraço

Maria P. disse...

Como é bom ler-te, sempre...

Beijos*

gabriela r martins disse...

irresistível gargalhada.......

( ehehehehehehe )




.
um beijo

Peter disse...

Continuamos no "disse, que não disse".
Até quando?
Entretanto o aparelho de Estado continua a engordar e o Zé Pagode a emagrecer.
É ver as novas nomeações no DR.

O Puma disse...

Creio que estás a referir

o 1º ministro

em gestão

Graça Pimentel disse...

Por mim o PM vai com bilhete só de ida.

beijo

Rogério Pereira disse...

Meu caro, deixe que sublinhe no seu texto a passagem que refere que Chico Buarque "não se prestou, naturalmente, a ser emblema na lapela de Sócrates" para comentar que terá falhado, por disparatada trapalhado do staff de Sócrates, uma tentativa de encenar o sua adesão a valores de uma esquerda que, verdadeiramente, lhe é estranha...
Eete mau ensaio deu em espectáculo deprimente, irá ter efeitos?

Oliver Pickwick disse...

O negócio por aqui anda tão escabroso e sem escrúpulos que considero a sua proposta tentadora, desde que aceite como contrapartida, o nosso presidente Lula da Silva, aka "Homem-bomba".
Um abraço!

Oliver Pickwick disse...

P.S.: Homem-bomba plutoniano, bem entendido? Que o nosso presidente - apesar de se dizer de esquerda - não é homem de explosivos plebeus, tais como dinamite, C4, TNT, nitroglicerina...

lis disse...

E pra uma imprensa que gosta de dimensionar e fazer tudo virar ópera" é um prato cheio .Digo a imprensa brasileira, como as vezes é irritante!
Chico Buarque é um cavalheiro e só explicou a visita por entender que nao teria motivos pra querer conhecer o ministro quando o contrário era mais lógico, afinal todos somos meio empolgados com famosos.
Claro que seria mais normal se o assunto que trouxe o ministro ao Brasil fosse cultural,no entanto continuo achar desnecessário tanto achincalhe com o nome do Sr. Sócrates rsrs por causa de um simples café, ele deve ser desses ministros trapalhões rsrs e bem humorado também . Quis aproveitar a viagem e conhecer o escritor de lindas músicas brasileiras, oras!
Que mal há nisso ??rsrs naturalmente a agenda estava livre mesmo, eles nao tem muito a fazer nessas viagens diplomáticas e o nosso presidente Lula deve ter dado toda força porque é outro desvairado rsrs
Só pegou mal a forma como quiseram "ajeitar" essa visita e o Chico nao segurou a onda rsrs aí virou piada como tudo nesse país,
(ou falta de respeito com o visitante)
abraços herético desculpe alongar-me , achei hilário o seu texto.
como sempre, muito bom.
meus abraços

MagyMay disse...

Ora, troca boba!

O império dos convencidos da vida!

Beijo, Heretico

© Piedade Araújo Sol disse...

há cada coisa, que eu nem sei se vou rir ou chorar!

mas, acho que é melhor sorrir.

beij

dona tela disse...

A CONJUNTURA OBRIGA E AQUI ESTOU EU.
ATENTA E OBRIGADA.

Virgínia do Carmo disse...

Os erros já são demasiados...

Um abraço

mundo azul disse...

_______________________________


Muito bom o seu texto! Um bom escritor, sabe dizer nas entrelinhas, o que seria deselegante na linguagem direta...Obrigada!


Beijos de luz e o meu carinho!!!

ps...Mas, também eu, tenho uma enorme vontade de conversar com o Chico...

__________________________________

alice disse...

o heretico é maravilhoso :)

beijinhos*

(o livro chegou, presumo?)

maré disse...

:)

vivemos um período fértil!

e somos um povo de tão brandos costumes...

___

um grande abraço

Véu de Maya disse...

Que lindo sorriso, me despertou esta coisa tão diplomática?!

Abraços,