segunda-feira, setembro 04, 2017

METAMORFOSE(S)...



Sorriso flor aberta
A render-se em festa
E olhar-mágoa. Febre e lágrima
A desfazer em água.

E o poeta. Espera pura
A arder em palavra nua
E a beber o fel e o mel
Nessa metamorfose
Líquida.

Já não lágrima. Apenas
Febre e dádiva.

Manuel  Veiga



Sem comentários: