domingo, junho 10, 2007

Para uma criança acabada de nascer...

Abre-se o tempo sem mácula ainda
Apenas a placenta é viva
E a dor...

E a ternura que brota sem medida!...

Abre-se o espaço
E o berço
E as infinitas mãos festivas...

Frágil a matéria em que somos
Que apenas o nome nos distingue

António!...

17 comentários:

sonhadora disse...

Sonha. Sonha sempre.
Beijinhos embrulhados em abraços

Maria disse...

Arrepiei-me...
Ou antes, as tuas palavras arrepiaram-me...

TERNURA, é o que me ocorre dizer.

(parabéns aos pais do António)

Licínia Quitério disse...

Deram-lhe um nome. Caminhará dentro dele. Feliz. Assim desejo.

Abraço.

PintoRibeiro disse...

Bom dia, boa semana, abraços,

Maria P. disse...

E António é belíssimo!

António Melenas disse...

Não te sabia poeta!
É lindo este poema.
Um netinho? Só pode ser
Longa vida e saude para ele... e ainda por cima chamando-se António.

PS. Fiz um longo comentário
no post anterior e afinal não sei o que sucedeu que se perdeu. Mas resumo:
Há dias o General que por um golpe de estado se apoderou do poder no Paquistão (amigo dos americanos, claro, mandou encerrrar, não uma mas, várias estações de TV. Veio numa pequenina notícia em paginas interiores dos nossos Jornais. Onde estavam as púdicas donzelas que tanto se incomodam com a suposta falta de liberdade de promover golpes contra o Presidente eleito, na Venezuela?
Abraço

vida de vidro disse...

Toda a felicidade do mundo para o António! E parabéns aos que o acolhem nos braços e no coração. **

Cris disse...

Gosto do nome! faz-me lembrar (dos meus tempos de menina) um rapaz moreno de olhos negros pestanudos, bonito, tipico português, dotado de excelente caracter e principios como já não os ensinam. Chamava-se e espero que ainda se chame António.

Os meus Parabéns para o teu António, com votos de eternas felicidades.

Beijinho
Cris

un dress disse...

pétala de rosa

à flor dos braços :)


...

OrCa disse...

Votos para que esse António possa percorrer os caminhos de sonho desse outro António por opção, e poeta. E que, tal como em Gedeão, a sua passagem pelo mundo seja marcante.

Um abraço.

PintoRibeiro disse...

Este subscrevo.
Bom dia e abraço.

Gi disse...

Que seja uma fonte de alegria táo grande como o meu tem sido para mim. Sensibilizam-me demais estes momentos sabes? Ficam-te muito bem e não me surpreendem pelo rasto que tens deixado na tua escrita. Parabéns a ti, parabéns aos pais e felicidade para o António. Também acredito na importãncia de um nome.

Beijinhos.

Saio com um sorriso estampado no rosto só de imaginar o quadro

foryou disse...

Abre-se o mundo! E a vida!
É um momento tão mágico, não é?! :)

beleza de mulher disse...

olha são horas de ires ao meu cantinho beber alguma coisita heheheh

Frioleiras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Frioleiras disse...

Gosto do nome e...

que bom sentires,
assim,
tanta ternura por uma criança
que
só poderia ser do teu sangue, decerto !
Quem me dera tb...
ter uma criança do meu sangue..
o mal das pequenas famílias ...

triliti star disse...

quiçá o seu melhor tempo.

abraço.