terça-feira, julho 04, 2023

A PALAVRA ...

 

Ah se as palavras fossem cousas vivas

E não apenas símbolos descarnados

Na aventura da língua – gramática apenas!...

Se fossem, grafismos e mais nada.

Com que amassamos a Língua

Ou fossem, pequenos mitos capturados

Urdindo sons e ineptos silêncios

Em busca do Sentido  

E a ordem do Mundo…

 

Ah se as palavras fossem cântico

E água límpida nas nascentes

E sempre anunciassem o devir

No voo descuidado dos pássaros

Não haveriam muros, nem vidas emparedadas  

Nem narrativas tatuadas na memória

Onde ardemos – fogos fátuos

Sem sem história ou glória…

 

Manuel Veiga


7 comentários:

PAULO TAMBURRO. disse...



MUSICA É FELICIDADE!!!
No nosso blog, estamos gratuitamente lhe convidando para momentos sem estresse, depressão e os escambau.
VIVA!
Um abração carioca.


" R y k @ r d o " disse...

Poema deslumbrante que muito gostei de ler.
.
Saudações cordiais e poéticas
.
Pensamentos e devaneios poéticos
.

Olinda Melo disse...


Li este seu Poema mais que uma vez para me imbuir da
grandeza que ele contém.

Assistimos aqui à transformação de letras, sílabas,
morfemas, num bouquet mágico de desejos e vontades,
em que o Poeta consegue pegar na "Palavra" e no seu
contrário e construir esta cousa linda que acabei de
ler:

Sentimento à flor da pele!

Grande abraço, Manuel Veiga.
Olinda

Teresa Almeida disse...

Venho sempre imbuída de vontade de sentir a palavra viva, e nunca saio defraudada.

Grande abraço.

São disse...

A Palavra é a liberdade que desejamos ,mas nem todos a alcançam-

Beijo

Tais Luso de Carvalho disse...

Que belo poema, meu amigo!
Estava vendo hoje um documentário sobre a vida na Suécia, e l[a as palavras são medidas, cuidadas para através dela não sair desentendimentos e agressões.
As pessoas deixam passar, colocam para baixo do tapete; nós, brasileiros discutimos, usamos palavras sem censura até sair o maior "pega". Isso foi um vídeo feito por uma brasileira que mora lá há 18 anos.
E escutei isso e achei maravilhosa essa maneira de agir.
Espero que meu amigo esteja bem.
Beijo, um bom fim de semana.

stella disse...

Sin palabras

Un poema donde la palabra se transforma y da vida a suños, emociones, anhelos, libertades...
Maravilloso poema
Un abrazo

Precários Meus Gestos

Assento meus passos nas raízes Que talham meu porte E prossigo   Minha sede É murmúrio das nascentes E calor de solstícios  ...