sexta-feira, maio 16, 2008

Vantagem (ou inconveniente) em saber-se latim...

Confesso a minha dificuldade em continuar a bater na criatura, isto é, a escrever sobre o Governo de José Sócrates. Não por qualquer animosidade contra o primeiro-ministro e, muito menos, por falta de matéria. Porém, considero que o Governo e o partido de que emana atingiram o "grau zero” da política. Interrogo-me, por isso, se valerá a pena gastar mais cera, ou dito de outra forma, se não valeria mais gastar as células cinzentas (ou o que delas resta) para matérias mais gratificantes. Escrever poemas para gozo próprio, por exemplo...

Mas, por vezes, surgem, na estreita galáxia política em que vegetamos, um ou outro comportamento, uma ou outra palavra, que, por insuspeitos e inesperados, iluminam, esplendorosamente, as pobres sentenças, que sobre Sócrates e o seu Governo possamos proferir, ou tenhamos proferido. Ora, atentem nas doutas e sábias palavras do Presidente do Partido Socialista, Dr. Almeida Santos, em recente entrevista ao Diário de Notícias...

Passo em claro os elogios a José Socrátes e ao seu Governo. De facto, embora me pareça que a força de tais encómios não seria desdenhada, como culto de personalidade, por um qualquer candidato a Kim Il Sung, (de má memória), não é de todo expectável que o Dr. Almeida Santos fale mal do Governo e do seu primeiro-ministro.

Porém – reconheçam! – é bem eloquente que um distinto jurista afirme, sem rebuço, que “a Constituição é uma coisa, mas as suas possibilidades (...) é outra...”, ou que o Presidente do Partido Socialista garanta que o seu partido, “não é fiel à sua matriz” (...), pois que “a matriz esgotou-se...”. Ou que o mesmíssimo Dr. Almeida Santos afirme que “estamos prisioneiros da União Europeia (...) e dos Governos, nomeadamente, dos Estados Unidos, que mandam no mundo...”.

Claro que, por entre o diáfano véu destas palavras, perpassa o perfume dos interesses que dominam a política doméstica e lhe definem os contornos. Tantas vezes em escritórios de advogados famosos...

Querem melhor prova de que o PS, ostentando a honrada sigla socialista, de punho erguido e rosa escarlate, bateu no fundo?!...Querem síntese mais esclarecedora? Querem mais clara confissão, pela voz autorizada do seu presidente, de que o PS baqueou, completamente. Querem melhor evidência da rendição do Partido Socialista às políticas de direita e aos interesses económicos dominantes da política mundial?!...

Não vos peço que acreditem em mim, ou naqueles que nas ruas, aos milhares, protestam e gritam que os velhos odres se encontram esfarrapados. E que a mistela, que se pretende impingir como o vinho da modernidade socialista não passa de uma mistificação. Mas, por favor, peço-vos que acreditem na palavra ilustre do Presidente do Partido Socialista, Dr. Almeida Santos!...

Perante esta realidade que importância tem o cigarro aceso do senhor primeiro-ministro, entre as cortinas (in)discretas de um avião de passageiros?!... É “só fumaça e o Povo é sereno”, como dizia o outro, que Deus tenha. O grande líder já pediu desculpa e prometeu que nunca mais iria fumar. E nós desculpamos, está claro!...

Mas importa, apesar dos brandos costumes, não deixar que a árvore esconda a floresta...

Ou seja. A comunicação social e quem nela manda, não podendo ridicularizar Hugo Chávez, face aos interesses em presença na visita do primeiro-ministro à Venezuela e tendo que apresentar serviço, virou-se para o elo mais fraco – ou seja, Sócrates!... E todos, jornalistas e Governo terão ficado felizes, pois que o fait divers teve a vantagem suplementar de, por momentos que seja, fazer esquecer brutais e indignas propostas do novo Código do Trabalho e os protestos que se avizinham...

Persiste, no entanto, um probleminha, que anda a formigar comigo. É o à vontade do primeiro-ministro ao justificar a sua atitude de mau fumador (mau pagador de promessas eleitorais sabíamos que era) com a falta de conhecimento concreto do teor da lei antitabagismo, que o seu governo propôs e fez aprovar.

Claro que o Eng.º Sócrates está mais vocacionado para “inglês técnico” do que para o latim. Magnífica ocasião para o Dr. Almeida Santos, que sabe latim e toca guitarra, lembrar ao primeiro-ministro de Portugal que “scire leges non hoc est verba earum tenere sed vim ac protestam”, o que, na língua de Camões, significa “conhecer as leis não é fixar as suas palavras, mas a sua força e o seu poder...”. Que a todos obriga, como os romanos também ensinaram...

..........................................................................................................

Bom fim de semana...

25 comentários:

Justine disse...

Já causa vómitos isto tudo, não é? Já agonia, a hipocrisia instalada.
E os cigarros, tens toda a razão, não são senão mais uma cortina de fumo atirada para os olhos dos incautos!Infelizmente há muitos, ainda.
O teu post é importante.
Um abraço de bom fim dfe semana

Licínia Quitério disse...

Se todo o mal fosse esa fumaça, melhor estaríamos. Ou é impressão minha ou o Senhor J. Sócrates está em transição da fase do arrogante para o patético.
Entretanto, patetas ficamos nós por nos deixarmos assim desgovernar.

Bom fim de semana para ti.

Oliver Pickwick disse...

Espero que este Dr. Almeida Santos, não seja de todo mau, pois eu também toco guitarra, e tenho alguma noção de latim :)

Alia aetas alios mores postulat. A magnis proprio vivitur arbitrio.

Um abraço!

OrCa disse...

Por vezes, assalta-me aquele «aprofundamento» de uma médica amiga que, perante tanta palermice instituída, nos vai dizendo que o problema está na queima das drogas que as forças da ordem apreendem... É que os fumos se elevam nos ares e acabam por andar por aí, como a santanal figura, a serem inalados por todos nós... e o resultado está à vista!

Almeida Santos, respeitável pela velhice, suspeito pela senectude, parece ter-se alcandorado a uma pós-graduação em tonteiras. Já pôs terroristas a fazerem explodir as pontes das auto-estradas portuguesas, à conta da opção OTA, salvo erro, a tal que afinal já não é. Agora, de avôzinho, dedica-se à limpeza discreta das porcarias trapalhonas que os seus netinhos querubins espalham no ambiente.

Preocupante, na verdade, esta esterilização da ética que toda esta matulagem pratica e impinge.

Mas que fique bem claro para todos que estas não são as verdades que movem o mundo, nem alcandoram o Homem ao seu estatuto de Humanidade.

Entretanto, o ridículo aí está e interessa denunciar. E lá está: «castigat ridendo mores», que é como quem diz, rindo castiga os costumes...

GAMNAA. disse...

visite o GAMNAA!

um Ar de disse...

Nem me ocorre dizer grande coisa.
Está tudo dito...

Soube da históra dos cigarros e achei patético! [Nem vi, nem ouvi, contaram-me. Fiquei contente por não ter perdido o meu tempo a constatar por mim própria...]

Podia pedir desculpa por indigências bem mais graves! Isso sim, se não fosse a arrogância de uma maioria absurda de um governo ainda mais absurdo.

Já nada me espanta, vendo bem.
Nem me espantaria que voltassem a ser maioritários, nas próximas eleições. Infelizmente somos uma espécie de "nação" muito infeliz...
E estão a conseguir tirar-nos tudo! Até o tempo para os criticar e discernir...

[BEIJO]

Tinta Azul disse...

Saber latim...
é vantagem...
:)

Frioleiras disse...

POR ACASO AINDA ME LEMBRO DUMAS PALAVRITAS...........

PiresF disse...

Dali, já nada de bom vem. O pior, é que os gajos, na volta ganham as eleições outra vez.
Mas enfim, como diz o povo sábio: “cada um tem o que merece”, e digo-o, porque infelizmente votei nos gajos.
Bem me podia ter dado uma caganeira nesse dia.

Abraço.

M. disse...

"Che l' uomo il su destin fugge di raro"

E há-de vir a vez a todos eles. Até lá, passo no meio das "fumaças" despreocupadamente

Beijo

mariadosol disse...

quem sabe latim não é gágo !

Peter disse...

Pois é meu caro "herético", talvez o cigarro tenha sido aquilo que na tropa se chama uma "manobra de diversão".

Agora o sr 1ºMinistro não conhecer a lei, não lembra a um careca.

Que idade tem o Dr Almeida Santos?

Ah pois é, coitado.

Magui disse...

Texo fantástico. Além de inspirado e bem escrito serve para ser aplicado no Brasil com as devidas adaptações.Bingo!!!!

Oliver Pickwick disse...

Com este nome, Herético, em qualquer conto policial daquele gênero, em vez do mordomo, serias o principal suspeito :)
Um abraço!

P.S.: Não falo latim, tenho noções rudimentares. Bovem si nequeas, asinum agas.
(Quem não tem cão, caça com gato). Tradução "forçada".

São disse...

Perdão, mas tudo quanto venha de Almeida Santos provoca-me brotoeja. Sendo assim, não consegui ler a totalidade do post...
Abraços.

Zecatelhado disse...

O avô Almeida já está velhote pá, e as verdades saem-lhe da boca sem ele dar por isso. Bom fim de semana.

Um @ração do
Zecatelhado

Maria Laura disse...

Bem, eu não percebo nada de latim e não tenho grande interesse em perceber. O que eu sei é que não ouvi nem li nenhuma análise séria do que estava em jogo nesta viagem à Venezuela (lapso meu, decerto) mas o alarido quanto ao fumo do primeiro ministro foi ensurdecedor. Ora , o homem até aproveitou para deixar de fumar e armar-se em herói... Quanto ao Almeida Santos... desde que ele imaginou as pontes a irem pelos ares achas que alguém liga seriamente ao que ele diz? Enfim,até se lhe perdoam as verdades inconvenientes.

jasmimdomeuquintal disse...

precisamos de novidades urgentemente...
Quem sabe se a taça ganha pelo sporting não traz novas inspirações e folgam a scostas ao nosso exº...

luis lourenço disse...

Uma apreciação muito lúcida sobre os labirintos da "pequena política"que já parece ter-se tornado um hábito corriqueiro, no nosso Portugal. E que saídas?

SILÊNCIO CULPADO disse...

Herético
Excelente post como sempre. O PS bateu no fundo e a credibilidade dos políticos também. Mas há que falar porque tem que haver uma solução.

Abraço

M. disse...

Venho aqui através de computador de família, que o meu avariou outra vez e levou com ele alguns dados.
Estamos fartos de toda esta palhaçada e das caricaturas que botam discurso nos ecrãs espalhados pelo país. Dos pormenores dos entendimentos com Chavez não sei, mas preferia conhecê-los em vez dos problemas dos fumadores e das suas reacções caricatas.

dona tela disse...

Ora cá estou eu, depois de um fim de semana agitadito.

Espero que o do Senhor tenha sido bom.

Tela

Um Certo Olhar disse...

não me parece que alimente qualquer animosidade contra o senhor primeiro-ministro nem que lhe falte tema para dissertar. Parece-me sim estar perante um cidadão detentor de conhecimento para fazer este post e de uma grande eloquência.
fazer poemas também lhe poderá "dar gozo" mas não deixe de partilhar connosco as suas palavras plenas de interesse para quem o lê.
Um abraço

jrd disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
jrd disse...

O presidente Almeida toca guitarra, fala latim e gosta de dizer coisas e ás vezes acerta, quem sabe se é porque ficou a voar baixinho...