terça-feira, novembro 09, 2010

O RITMO DA VIDA

 


"Coração, meu coração, que afligem penas sem remédio!

Eia! afasta os inimigos, opondo-lhes um peito adverso.

Mantém-te firme nas ciladas dos contrários.

Se venceres, não exultes abertamente...
Vencido, não te deites em casa a gemer...

Mas goza as alegrias, dói-te das desgraças

sem exagero. Aprende a conhecer o ritmo

que governa os homens!..."

Arquílogo - Grécia – Séc. VII a.C.

9 comentários:

Rogério Pereira disse...

E deverá ser assim contido
Entre esses extremos
Que se deseja
O lider necessário
Hoje temos
Desgraça a vossa
O seu contrário

jrd disse...

Aprende sempre, sobretudo, com as suas arritmias!...
Abraço

Licínia Quitério disse...

Da Sabedoria! Conhecer o ritmo que nos governa é coisa bem difícil. Vale a pena tentar saber.

Abraço, Amigo.

© Piedade Araújo Sol disse...

concordo!

um beij

Graça Pires disse...

Excelente!
Um beijo.

lino disse...

Nós só temos direito ao ritmo que nos desgoverna.
Abraço

mdsol disse...

É uma opção,
A contenção
Do coração

Ou será que não percebi bem?

lis disse...

" Voa coração
Vai onde a noite esconde a luz
Clareia seu caminho
e acende seu olhar
Vai onde a aurora mora
...
E não se esqueça de trazer força e magia
...da paz quero a raiz e
uma casinha lá onde mora o sol poente "

Já que a vida é uma bela ilusão,os momentos irrepetíveis , vale bem conhecer, dar sentido , mudar o curso das águas dand0-lhe o ritmo dos poetas.
Vamos nessa heretico? rsrs
deixo abraços

Fragmentos Culturais disse...

... encantadora 'descoberta' poética!
Sapiência intemporal!

Um beijo