quarta-feira, abril 04, 2012

Cântico da Páscoa...


"Que quereis aqui, vós, portentosos sons
Que do céu vindes procurar-me no pó?
Soai antes onde há corações bons.
A mensagem bem a oiço porém falta-me a fé.
E o milagre é da fé o filho amado...”

“Àquelas esferas não ouso aspirar
Donde me vem a boa e doce nova;
Mas quando o som da infância se renova
À vida novamente quero voltar...”

"Então descia em mim a bênção
Do Céu, na paz do Sábado, serena,
E a voz dos sinos, de presságios plena,
E era um prazer fogoso a oração;
Um indizível anseio me impelia
A florestas e campos percorrer,
E entre lágrimas ardentes sentia
Que em mim um mundo começava a nascer...”

"O canto veio lembrar-me os jogos de infância,
Da primavera a festa livre da alegria;
O ânimo infantil sustenta-me a lembrança
Que do derradeiro passo me desvia...”

“Ressoai, ressoai doces hinos do Céu!
Lágrima, corre!...Terra aqui estou eu!...”

Johann Wolfgang Goethe - in Fausto
....................................................................

Boa Páscoa!...





13 comentários:

Maria disse...

Boa Páscoa para ti e Família!

Beijos.

São disse...

Que tenhas uma Páscoa de renovação e amêndoas em companhia de quem amas.

Abraço-te.

M. disse...

Boa Páscoa te desejo, eu que tão ausente ando destes espaços.

jrd disse...

Boa Páscoa também para ti e para os teus.

Abraço

lino disse...

Boa Páscoa para ti também e para os teus.
Abraço

Mar Arável disse...

A páscoa

é uma passagem

Abraço amigo

Graça Pimentel disse...

Uma boa Páscoa para ti e para os que te são próximos.

beijo

VÉU DE MAYA disse...

Fausto, um esteta tão lúcido! Excelente este pedaço...apoteótico no final.
Páscoa Feliz, caro herético.
abraços,

Véu de Maya

Fragmentos Culturais disse...

Lindo o poema que aqui trouxeste! Doce elegia da infância, da naturalidade, da serenidade, da alegria.

Doce Páscoa!
Um beijo afectuoso,

© Piedade Araújo Sol disse...

O poema é muito bonito e eu não conhecia ainda.

É o tempo de renovar e; renascer.


Feliz Páscoa!


Um beij

George Sand disse...

Lindo cântico. O ar encheu-se de paz e de tempo de renovação.

Boa Páscoa

Miosotis disse...

O poema é lindo| Evoca o que temos de melhor... a alegria, a singeleza da infância! Aromas para sempre pressentidos.

Continuação de sereno Domingo de Pàscoa
(numa fugidia passagem antes que se acabe o dia).


Um beijo,

BlueShell disse...

Excelente leitura para começar o dia. BJ