domingo, julho 19, 2015

NOTÍCIAS DE BABILÓNIA LXX


Babilónia uma montra de virtudes. E um exemplo no concerto das nações - haja Deus, que não somos a Grécia!...

E Hammurabi, o legislador, é um servo da Lei e das Regras. E um piedoso devoto da tese, colhida na mais fecunda imersão na Luz e no Conhecimento de que “quem manda pode, quem não pode arreia...”

Há, por isso, que lamber a mão dos poderosos e fustigar a dignidade de quem lhes faz frente...

A Praça entreolha-se. Alguns, indignados, garantem que Hammurabi, o legislador, exagera em seu zelo de servo; outros, mais cínicos, murmuram “que vozes de burro não chegam ao céu”...
............................................................

E os babilónicos continuam a lamber feridas e dores, que desejam saradas...


10 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Estranha forma de exprimir tal desejo
eu, um babilónio não surpreendido pelo zelo de servo

Majo disse...

~~~
Hammurabi desmoraliza os babilónicos
que não podem, nem devem soçobrar...

~ Só uma solução possível: uma forte
frente unida poderá desmantelar este
poder arrogante e déspota do tirano!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

O Puma disse...

Hammurabi primeiro rei da Babilónia imperadora construiu e foi pioneiro com o seu código humanitário inspirado no
Olho por olho. Hammurabi está vivo?
Não vejo nada, dizem alguns.

Abraço amigo

CÉU disse...

Como NUNCA bebi qualquer bebida alcoólica, nem licores antigos, nem novos, a minha língua, ou melhor, a língua da Céu já teria aplicabilidade se lambesse as feridas e dores, daqueles k, efetivamente, as têm. Basta ir ao IPO, e aí não há línguas que cheguem. Se a língua da Céu fosse paliativo nesse local ou em locais congéneres, então, não hesitaria nem um instante.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Herético.
Agora ri com sua prosa. Já muito disseram de Babilónia, mas nunca dei fé que lhe chamassem: "uma montra de virtudes". E essa, hein?
E os babilónicos continuam "a lamber feridas e dores", que nem leões feridos em lutas desiguais.

abç amg

Suzete Brainer disse...

Exagerar em seu zelo de servo é tristemente
humilhante, mas a ironia do texto é deliciosa
e estimulante à insubordinação...
Sempre gosto de aterrissar aqui, certificado de
leitura de qualidade!
beijo.

lis disse...

Conhece essa outra?
_ 'manda quem pode, obedece quem tem juízo'?
os babilônicos ajuizados continuam 'entreolhando-se'...
e as feridas tomando o corpo todo. kkk
abraço,heretico

Agostinho disse...

“Quem manda pode, quem não pode arreia”
O mesmo é dizer: para quem não pode areia
ou mediterrâneo para alimentar atum
ou seja aritmeticamente dezanove menos um
são dezoito que em processo de simplificação
se resumem a seis por vício antropofágico

e os babilónicos pele e osso
já sem caroço de corda ao pescoço


Abraço

Jorge Castro (OrCa) disse...

E Hammurabi, o iluminante, dejecta ideias que cuida serem luz, quando, afinal, só lhe saem trevas... Vai, pois, de iluminante a entrevante, com a rapidez que uma cadeira de rodas lhe permite. Em boa verdade se diz que isto anda tudo ligado...
Grande abraço.

Parapeito disse...

Gostei...mas...quem sabe,se as vozes de burro não chegam ao céu...dos burros :)
Brisas doces **