domingo, fevereiro 18, 2018

DOIS MODERNOS POETAS BRASILEIROS



Dois Poetas da moderna Literatura brasileira (ou deveria dizer baiana?), com um caloroso abraço ao meu Amigo, Poeta e Escritor José Carlos Sant´Ana, blog Nas Dobras do Dia. que me proporcionou o acesso a estes autores.


1 - TE AMO E PRONTO.

Te amo e amo e pronto
Amo sempre, todo o dia
Mas se não te amasse tanto
Inventaria
Te daria orquídeas do capão
Da cachoeira da fumaça
Um copo de água fria
Escreveria versos mesmo sem poesia
Para lhe fazer pirraça
E te dizer: te amo todo santo dia”

Gileno Félix

“O Trem, a Cidade e o Cordel” – pág 194
QUARTETO Editora
Salvador-Baía 2016


2 – Para Bárbara

“Esculpirei meus sonhos em teu rosto
E no teu corpo
Eu brincarei de novo a minha infância

Serei de novo, em ti, outro menino
E em teus olhos
Eu buscarei de novo a minha infância.

Esculpirei teu rosto no meu rosto
E no teu corpo
Eu traçarei de novo o meu destino”.

Roveral Pereyr

“100 POEMAS” – pág, 37
QUARTETO Editora
Salvador – Baía 2013


11 comentários:

Suzete Brainer disse...

Que partilha maravilhosa, leitura
encantadora!...
Adorei!!
Grata aos dois amigos pela generosidade
de partilhar.

O espaço poético do José Carlos é alto nível
de literatura e bom gosto.

Apreciei muito, caro amigo Manuel.

Beijo.



Larissa Santos disse...

Muito bonitos.:))

Participando; {Poetizando e Encantando} ...Sintonia do luar... beijando o mar.
.
Bjos
Noite feliz

Tais Luso disse...

Gostei imensamente dessa partilha, Manuel!
Está aí dois poetas baianos que não eu conhecia, o Roberval Pereyr e o Gileno Felix - também artista plástico.
Beijos a vocês dois, meus amigos Manuel e José Carlos!
Uma ótima semana !

Pedro Luso disse...

Pois é, amigo Manuel, venho conhecer esses dois poetas baianos, Gileno Félix e Roveral Pereyre "via Portugal", nesta sua postagem, cujos poemas foram postados por nosso amigo, o poeta José Carlos Sant'Ana. Gostei dos dois poemas aqui editados. Parabéns.
Desejo ao amigo uma excelente semana.
Grande abraço.
Pedro

Gil António disse...

Muitas vezes temos que saber
Mesmo sem o estar sentindo
Dizer palavras de bem querer
Mesmo que se esteja mentindo
.
* Aroma da papoila ... E a outra face do sentimento *
.
Inicio de semana feliz.

Agostinho disse...

Estive aqui, caro MV, e perdi o comentário. Por falha de rede.
Voltarei.
Abraço.

Graça Pires disse...

Também gostei de ler estes poetas brasileiros, recomendados pelo nosso amigo José Carlos Sant'Ana. Obrigada por partilhares.
Uma boa semana, meu Amigo.
Um beijo.

Agostinho disse...

Há que tempos não vinha aqui!
Sei eu por que não, porque sim.
Eu é que perdi.
A qualidade da pena de MV
vale sempre a pena - a visita.

Temos dois poetas brasileiros, pela mão de José Carlos Sant'Ana, ele próprio com o fermento que dilata o som, o espaço, o tempo e o sentido da palavra poética.
Sabemos que ela, a palavra, é o elo que nos liga. Sem isso tudo era selva e bichos. Mas não. Os poemas bem o inspiram: faz sentido amar sem horário nem tempo. Faz sentido esculpir, mesmo que sonhos.
Abraço.

José Carlos Sant Anna disse...

Caro amigo Manuel,

"Ando meio desligado", por isso só agora vi a sua postagem com os dois poetas brasileiros: Roberval Pereyr e Gileno Felix. São brasileiros, sim.
Duas amostras da qualidade dos poetas que revelam acima de tudo sua sensibilidade na escolha dos poemas. Também do acerto da editora rss.
Talvez quem menos mereça tanta badalação seja este locutor que vos fala... Não passo de um aprendiz de feiticeiro rss.
Muito agradecido pela "colher de chá" que dá a este amigo distante e estendo os meus agradecimentos aos outros amigos que se manifestaram tão carinhosamente a meu respeito.
O que já eu sabia, ratifica-se aqui e agora: mas vale um amigo na praça do que dinheiro no caixa rss

Um fortíssimo abraço,

Teresa Almeida disse...

Grata, amigos Manuel Veiga e José Carlos Santana.
Gostei de conhecer Roberval Pereyr e Gileno Felix. Poemas de qualidade, sim.

Abraços.

Ana Freire disse...

Dois poemas notáveis, de dois autores, que desconhecia por completo, e que adorei descobrir, aqui!
Grata por esta partilha fantástica... também com a chancela do José Carlos...
Beijinho
Ana