domingo, setembro 27, 2009

O baile da Coroa...

Eram esperados novecentos convivas e apenas compareceram quatrocentos e tantos. Assim na provisão dos víveres, houve um enorme saldo em favor da coroa.

Montes intactos de bolos excedentes perpassavam nas bandejas por entre as barretinas boquiabertas suspensas do braço esquerdo dos Srs. oficiais do exército, e as barretinas bocejavam de desdém perante as iguarias que debalde tentavam excitar-lhes a avidez...

Felizmente, o confeiteiro que fornecera os bolos assistia ao baile; tomava parte nas reais quadrilhas; as senhoras cumprimentavam-no pela delicadeza dos seus produtos, e quando ele dizia:

- “Condessa, faz-me a honra da seguinte contradança?”

Uma fina voz aristocrática, acompanhada de um soberano e complacente sorriso, respondia:

- “Com prazer: estão deliciosos os seus bolos de ovos!”

De modo que o confeiteiro, cativo de tão amável acolhimento prometeu desinteressadamente aceitar os fornecimentos que sobejassem...


Ramalho Ortigão – in “As Farpas”
.................................................

Começaram as mesuras. A dança e a contradança seguem dentro de momentos. Sem ilusões quanto à música...

21 comentários:

Nilson Barcelli disse...

A música é sempre a mesma...
O que se pede, pelo menos, é que o ritmo seja um pouco diferente...
Boa semana, abraço.

Maria disse...

Podem cantar e dançar bem. Mas não me alegram...

Beijos

Mar Arável disse...

Admito que sim

talvez uma oitava acima

O problema não está na pauta

Abraço

jawaa disse...

Oportuno como tu, só Eça e Ramalho.

Há sempre quem não goste de doces de ovos, mas os que gostam são mais nédios...

Um abraço

hfm disse...

No que toca à política sem qq ilusão quanto a qq música.

Peter disse...

Se houvesse só 2 partidos a disputar as eleições: BE e PCP - eu não hesitaria e votava neste último.
Quando é que o PCP se convence que é entre os que votam BE que terá que ir colher os seus votos? O BE é o vosso inimigo natural e a sua prosápia é tanta, que nem sequer já vos liga.

Deixem-se de desculpas de "mau pagador" e vão à luta.

jrd disse...

É a valsa da burguesia/dançada bem a compasso...

OrCa disse...

Meu caro, temos por certas as mesuras. Esperemos, no entanto, que as fraldas, de si curtas, das camisas dos encurvados não lhes desvendem, ao curvarem-se, alguma minudência nadegueira, não vá algum garoto mais espevitado gritar que já se lhes vê o cu... e assim se desmoralizarão secretismos e outras evidências.

Quanto ao mais - que sei eu?... - diria que este é um momento histórico de aplicação dos preceitos da democracia burguesa. Que lhes sobre em ética, o que lhes mingua na ideologia, e talvez sejamos capazes de sobreviver mais uma mão-cheia de anos.

O texto que respigas, à lais, de metáfora, caiu que nem ginjas!

Grande abraço.

batista disse...

Passando tão somente para deixar um abraço saudoso, amigo-irmão.

Não será por agora que voltarei a postar, mas, parte do escasso tempo que ora disponho certamente bem aproveitado nas visitas ao teu espaço.

Inté.

Licínia Quitério disse...

Sabidas músicas, danças e contradanças. De barretinas e barretes também sabemos. É preciso insistir em desacertar o passo neste banquete de vitualhas.

Oliver Pickwick disse...

Decandence avec elegance.
Um abraço!

MagyMay disse...

Nem uma musiquinha celestial para iludir enquanto se comem uns (enjoativos) bolos de ovos...

Beijo grande...

OrCa disse...

Pequeno acerto: à laia de... - perceberte, decerto.

Abraço.

vida de vidro disse...

De vez em quando a dança acelera. Como hoje... embora o pretenso maestro me pareça um tanto pindérico... com o devido respeito, pois claro. Que estranhas "agendas políticas" ainda teremos que aturar mais? **

triliti star disse...

mais uma farpa por aqui...:)

~pi disse...

sem surpresa,

atinadas as festas,

[ só as palavras aguçam ainda

só as palavras

e a permanência da

vi da cá dentroo bem-viva! :)





beijo




~

São disse...

Excelente metáfora.
O pior é que o maestro dsafinou!

Um abraço.

Lord of Erewhon disse...

Não me digas que não gostaste dos resultados das eleições? :)
Estas foram monótonas: tudo aconteceu como eu previa.

Agora espera pelo bailinho do parlamento...

Abraço!

Graça Pires disse...

Nenhuma ilusão, amigo...
Um abraço.

Chris disse...

A música que as palavras tentam inverter ou talvez inventar...
Um abraço
Chris

Véu de Maya disse...

a paródia da humanidade tem muito que se lhe diga...Mas estas farpas são, sim, muito certeiras...oportuníssima escolha...
abraços,
Véu de Maya