sábado, abril 10, 2010

O outro lado da sombra...

Gota a gota
O calcário da água...

Estalactites de dor
Fendendo o silêncio
E o outro lado
Da sombra...

Sublimação de catedrais
Moldando
As ruínas do rosto
E o compasso
Das horas...

Hino da pedra
Sob o corpo da palavra
Celebrada...

13 comentários:

escarlate.due disse...

hum... poesia... é sempre muito complicada para mim

Mar Arável disse...

Gota a gota

celebrada

Belo poeta amigo

Abraço forte

hfm disse...

Quando a luz das palavras invade a sombra.

M. disse...

Gosto muito.

mdsol disse...

Claro que gostei!

:)))

© Piedade Araújo Sol disse...

a água, a pedra, a dor.

o poema liquido.

ferido.

duro.

um abraço!

Márcia Maia disse...

E eu tb vinha aqui. Agora vou por o link lá no meu itineráriopara voltar sempre.
Um beijo desse meu lado do mar.

lis disse...

HERÉTICO
"o silêncio uma catedral
Um templo em mim ..."
A sublimação a moldar o rosto no
compasso das horas gota a gota
lindo

jrd disse...

Um poema como um eco.
Abraço

Miosotis disse...

... sempre sublime o teu poetar!

Beijo,

MENSAGENS AO VENTO disse...

_________________________________


...bonito! Muito bonito o seu poema!


É sempre bom vir na sua página...


Beijos de luz e o meu carinho!!!

Zélia

_________________________________

Licínia Quitério disse...

Re-ligioso no seu sentido primeiro. A poética das horas.

Um beijo.

Virgínia do Carmo disse...

Penso que todos nós somos desbravadores de sombras...

Abraço