domingo, novembro 14, 2010

Como se mágoa fora!...



Desfolho a pétala
Que o vaivém da onda
Nega como se fora
E não fora...

Sorvo o vento
No búzio do tempo
Glória sem eco
Que me devora...

Alinho ternura
No arco sem volta
De qualquer procura...

Denso perfume
Que se acende em lume
Na ilusão de ser…

Ausência rola
Como se mágoa fora
Fingindo não ser...

15 comentários:

Rogério Pereira disse...

Que ausência?
Que mágoa?
Quem é, fingindo não ser?

(lindo poema!)

São disse...

O búzio do tempo onde por vezes nem o eco fica...

Uma boa semana

jrd disse...

Vê-se (lê-se) que dói!
Abraço

Miosotis disse...

... como gosto de ler teu poetar!
Então este 'Como se mágoa fora' tocou-me na alma com fragrâncias de humana ternura!

'Fingimento' ou não... sempre algo de nós se solta!

Um beijo,

Maria disse...

Será do Outono, mas gosto deste teu desfolhar de pétalas...

Beijos.

hfm disse...

"Alinho ternura
No arco sem volta
De qualquer procura..."

Só, em si, um poema.

Belíssimo!

Virgínia do Carmo disse...

Doído mas doce balanceio de palavras...

Um abraço

lino disse...

Como se mágoa fora...a mágoa que na verdade é!
Abraço

MagyMay disse...

Faz de conta, fazedor...

Beijo

alice disse...

apetece dizer que a ternura é infingível :) um grande beijinho, herético*

bettips disse...

Como se a mágoa fora
mal-me-quer
bem-me-quer.
Mas há a esperança nos olhos dos meninos, a que devemos.
Bjinhos

Lis disse...

Que seja branda essa mágoa
e ao desfolhar ternuras só vai dar bem me quer rs
mentiras sinceras eu quero também
e nas ausências aceita abraços ? rs

Isabel disse...

tinha lido. sim. uma mágoa decantada em sopro que se finge. sendo.


o búzio como eco e este como perfume...



_________________metáfora em arco que é memória.


beijo.

(gostei) (como não)



(piano)

© Piedade Araújo Sol disse...

nostalgia, palavras suaves, como se mágoa fosse.

eu tb li este poema ao contrario ou seja de baixo para cima e gostei tb de ler dessa maneira.

beijo sem mágoa

Graça Pimentel disse...

Um bonito desfolhar de pétalas.

beijo