terça-feira, janeiro 19, 2016

ANTÓNIO ALMEIDA SANTOS


“Não tenho vergonha, tenho orgulho. Não há descolonização má sem colonização má!...” - afirmou Almeida Santos, em 2006, numa  visita a Maputo, Moçambique.




12 comentários:

Mar Arável disse...

Há Homens que não morrem

Fê blue bird disse...

Que descanse em paz!

Beijinho


Majo disse...

~~~
Um exemplo de homem coerente e democrático.

~~~~Bj~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Graça Sampaio disse...

E por isso tantos e tantos o odiaram....

Lídia Borges disse...


Só erra quem faz!

Um dia triste para Portugal, já o disse hoje algumas vezes.

Beijo

MARILENE disse...

Sábia e indiscutível colocação. Abraço.

Jorge Castro (OrCa) disse...

Aqueles que se vão da lei da morte libertando...

jorge esteves disse...

'Começamos por acreditar em determinada coisa, depois acreditamos que a realidade desfaz as nossas ilusões.'
São as palavras que eu escolho para guardar sobre a sua memória.

Abraço, amigo.

jorge

© Piedade Araújo Sol disse...

Paz ao seu repouso.
há pessoas que nunca morrem.
ele fica na história.
:)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Há homens que não morrem
"e até os mortos vão ao nosso lado"

Anónimo disse...

Tens a "pintura" das palavras e isso é muito importante. Na luta que tantos travámos - e continua - os mortos, sim, acompanham-nos.
Abraço, que o domingo nos surpreenda por motivos bons e comuns.
Bettips

jrd disse...

Um grande Senhor da política que mereceu e merece o respeito de todos os democratas.

Abraço fraterno