sábado, março 07, 2020

DULCÍSSIMA ...


Na indeterminação dos ácidos
Brevíssima fissura
E a fêmea…

Micro milionésima
E tanto basta
Para seres
Mulher

Agora divina
Dulcíssima
Criatura
Criada…

Por teus passos
Erguida.


Manuel Veiga





11 comentários:

Agostinho disse...

"Por teus braços / erguida"
destino e dádiva divina!

Abraço.

lis disse...

Um superlativo mais doce que o mel.
' ... e tanto basta'
Bonito,poeta.

" R y k @ r d o " disse...

Bom dia:- Homenagem à mulher na mais profunda essência poética. Gostei muito.
.
Cumprimentos domingueiros

CÉU disse...

Souberam-me tão bem as suas palavras! Sou mulher! E o vídeo? Apetece repetir. Obrigada!

Um beijo e um cravo branco.

Olinda Melo disse...


Sentimos aqui o Poeta num dos seus mais belos momentos poéticos, em que
homenageia a Mulher, indicando o percurso realizado e a evolução alcançada.
Na realidade, muitos e insistentes passos têm sido dados na busca de caminhos que conduzam à dignificação da condição feminina. Uma quase-recriação da criação original. Palavras belas e doces!

Muito obrigada, caro Manuel Veiga.

Abraço

Olinda

Elvira Carvalho disse...

A minha gratidão por tão bela homenagem.
Abraço e uma boa semana

Majo Dutra disse...

Gostei das últimas estrofes...
Grata pelo carinho.
Beijo
~~~

Teresa Almeida disse...

Forte abraço, meu amigo Manuel, por tão belo poema!

É a beleza e a força da tua poesia a dar a mão a uma luta mais que justa.

Boa semana!



Tais Luso de Carvalho disse...

Antes da badalada da meia-noite venho agradecer esse belo poema,
Dulcíssima!
Beijo, meu amigo, uma ótima semana!

"Agora divina
Dulcíssima
Criatura
Criada…"

Graça Pires disse...

Ser Mulher. Ter no olhar a frágil coragem das paixões…
O teu poema, sublime, meu Amigo!
Uma boa semana.
Um beijo.

José Carlos Sant Anna disse...

Neste fio de agora, enreda-se dulcíssimo o fio de outrora.
Dulcíssima, para não ser esquecida!
Um abraço, caro amigo Manuel!

UM BREVE ESBOÇO...

  Na gaveta das minhas horas peregrinas Busco algum fervor cálido. E íntimo. E um pouco de alquimia Ainda… E deparo com um breve...