sábado, setembro 03, 2022

CONHEÇO-TE...

 

Sei de tua urgência

e do cio de teu corpo

e da maciez

da tua pele

e da dança do sangue no interior

das coxas e

dos retesados seios

 e das narinas dilatadas

fêmea a derramar-se

em humidades quentes

e o meu sorriso…

 

e quando o teu corpo se despe

é a avidez homem que busca

a tua nudez

impúdica...


e o jubiloso

grito….

 

Manuel Veiga

01.09.22

8 comentários:

- R y k @ r d o - disse...

Quanta sensualidade. Excitante de ler
.
Feliz fim de semana … Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Janita disse...

A embriaguêz do desejo sexual até ao êxtase, num poema de quem conhece quem. A sensualidade excessiva nem sempre é Musa que se recomende, por ser enganadora.

Bom fim de semana e um abraço.

São disse...

Muito sensual ... e muitissimo bem escrito!

Abraço e que tenhas serena semana :)

Maria João Brito de Sousa disse...

Magnífico poema, Manuel!

Forte abraço!

Maria Rodrigues disse...

Sensual e belo poema
Um grande abraço

Jaime Portela disse...

Excelente poema.
Com uma sensualidade qb.
Boa semana, caro amigo Veiga.
Abraço.

Graça Pires disse...

Tão sensual, tão belo, tão expressivo!
Tudo de bom para ti, meu Amigo Manuel.
Uma boa semana.
Um beijo.

Parapeito disse...

Forte e cheio de sensualidade.
Gostei muito, caro Manuel.
Brisas doces **

UMA GOTA DE MELANCOLIA

  Escrevo poemas imaginários (que jamais serão escritos) e te envio numa gota de chuva neste inverno de melancolia   sei que vais ...