quarta-feira, abril 02, 2014

NOTÍCIAS DE BABILÓNIA LV


Em Babilónia apenas as palavras são pródigas – todo o resto fenece...

Dizem mesmo os magos que a cidade será em breve apenas coitada de velhos - esquálidos...

Entretanto, o que ontem era verdade é hoje mentira – e o provisório torna-se definitivo!...

Hammurabi, o legislador, manda calar os recalcitrantes, garantindo-lhes que andaram anos a “viver acima das suas possibilidades”. Uma rotunda verdade – de facto, os babilónicos viviam no luxo de amassarem o barro e poderem fazer filhos!...

E não devem!... Que a sábia palavra de Hammurabi é o resgate - e a infalível redenção do futuro!...
..................................................
E um jovem menestrel, em jeito de fado: “as palavras estão gastas/são odre vazio/é a luta dos homens/que lhes dá o sentido...”

10 comentários:

MARILENE disse...

As palavras estão mesmo repetitivas e gastas, no caminho do poder. Do outro lado, já não bastam para mostrar a irresignação dos que sofrem com promessas não cumpridas e com uma indevida atribuição de culpa pelos resultados arrasadores. Abraços.

Mar Arável disse...

Uma vez mais e sempre

pelo sonho é que vamos

Abraço

Ana Tapadas disse...

Mais uma vez muito certeiro. A primeira frase é um tratado!

Beijinho

Rogerio G. V. Pereira disse...

Fado? Parece mais um hino!

Lídia Borges disse...


As palavras não existem em terra de surdos.
Ouvindo estas, claras, despertas e concisas, como sempre.

Obrigada!

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
Ficarei radiante se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
Sou António Batalha.

jrd disse...

Velhos e novos precisam de escutar o jovem menestrel.
Abraço

jawaa disse...

"Cá nesta Babilônia, donde mana
Matéria a quanto mal o mundo cria..."!

Pérola disse...

A história é um ciclo, repete-se.
Parece que a imaginação é pura ilusão.

beijo

lis disse...

Será até quando o povão vai esperar que o 'deus dos oráculos'se enfureça com a turba gananciosa?
E quando vamos decifrar a sutil diferença entre dar as mãos e acorrentar a alma que o'jovem menestrel apregoa?
e quem não gosta dessa Babel?
rs
meu abraço e carinho heretico