quarta-feira, agosto 22, 2018

A MEMÓRIA É IMENSO LAGO...

A memória é imenso lago que nos devolve o rosto
Transfigurado. Pedra a desfazer-se
Depois das casas morrerem ...
Itinerário de cinza
A despenhar-se
Por dentro ...
Garganta apinhada e celeiro talvez
A explodir em pio de ave
Ou fissura por onde
O fogo arde
Ainda ..
.
Manuel Veiga
"CALIGRAFIA ÍNTIMA" - Poética Edições - 2017


1 comentário:

Agostinho disse...

"Fissura por onde o fogo arde", eternamente, por mais cerrada a ideia que fique na memória.
A memória é um lago:imagem feliz que contém a ideia precisa da crónica de vida de cada um.

Abraço.

ADÁGIO

Desnudam-se as pétalas Uma a uma. E derrama-se a cor Nua. Indefinição ainda Que alastra   Agora sinfónica. Cor e vida. E se ab...