sexta-feira, maio 17, 2019

"PERFIL DOS DIAS" - SEDE E ÁGUA(S) - CONVITE


Quando a nudez explode generosa flor
Em pétalas recolhida. E os olhos se derramam
Como rio sobre as margens.
Ou perfume raro que inebria
E ousa e perdura
Subtil presença.

E os sentidos são poema e sinfonia
E o sorriso serena entrega
E o olhar se anuncia
Mergulho
E roteiro
E secreto
Mapa.

E ventos labaredas em fusão de bocas
Vaivém e ondas soltas
A explodir em pontas
Bailado de salivas
E de urgências
Várias.

Então os corpos (já não corpos)
Apenas sede
E água(s)!...

Manuel Veiga

Colecção "Sede e Água"
Edição MODOCROMIA




SEJA BEM VINDO QUEM VIER POR BEM! ...


5 comentários:

Larissa Santos disse...

Muito bom:))

Hoje :-[Poetizando e Encantando ] Um ilusório mundo feito de nada.

Bjos
Votos de uma óptima Noite

Tais Luso de Carvalho disse...

Um feliz lançamento na Bibliotecnia Municipal, Manuel, sucesso!
Belíssimo poema, meu amigo, aplausos!
Beijo!

Teresa Almeida disse...

É hoje que o "Perfil Dos Dias" se apresenta a público. Que tenha a luz que merece!

Abraço arrochado.

José Carlos Sant Anna disse...

Só este poema já vale o livro e a pressa a procurar a nudez e clareza do perfil dos dias em cada página, em cada poema... É o que ainda não fiz...
Forte abraço, caro poeta!

Agostinho disse...

- De que mais precisa o Homem?
- Deste pão de Poesia
- Tomai e lêde, pois, o que o breve Mundo oferece.
(Lêde com chapéu ou sem.)

Abraço.

UM BREVE ESBOÇO...

  Na gaveta das minhas horas peregrinas Busco algum fervor cálido. E íntimo. E um pouco de alquimia Ainda… E deparo com um breve...