quarta-feira, fevereiro 28, 2024

TECER HARMONIAS



Visto-te de palavras. Dúcteis.

Que derramadas sobre a pele

Se incendeiam…

E os lábios madura polpa

A derreterm-se na boca e na língua 

Balsâmicas salivas

A fervilharem

Eufóricas pelo

Corpo…

E a tecerem harmonias

E murmúrios

Na dança

Das bocas…


Manuel Veiga


4 comentários:

Olinda Melo disse...

Palavras dúcteis.
Fruta madura.
Uma tecelagem de harmonias.

Sempre com as palavras certas.
Mesmo ao seu jeito inconfundível.

Abraço, Manuel Veiga.
Olinda

lis disse...

'A fervilharem' ...
e a incendiarem por aqui onde o sol não dá trégua.
abraço meu, mVeiga

Anónimo disse...

https://cidadesassentamentos.wordpress.com/

Parapeito disse...

Mais um belo momento.
Que não se canse a dança das bocas.
Gostei muito.
Abraço e brisas doces ***

Para Um Novo Teorema da Fisica Moderna

  dizem expeditos cientistas que o leve bater das asas de uma borboleta à distância de milhares de quilómetros pode causar uma catás...