sexta-feira, novembro 17, 2017

quinta-feira, novembro 16, 2017

Caligrafia Íntima na RADIO VIZELA




HORA DE POESIA - RADIO VIZELA - Manuel Veiga


Que os Deuses Escravos Sejam...

Que as esferas girem e seu percurso
Seja incandescência. E os olhares o espaço sideral
E seu eterno movimento. E a linha dos dias
Se desenhe no rosto do inesperado.
E sejamos crivo e poalha
Ardente. 

E cada onda encontre o seu reverso.
E todos os amores e todos os afectos se façam.
E cada momento seja infinito instante.
E luminosa dádiva.

E que o fogo seja alimento de poetas.
E festivo, arda. E seja marca e glória a anunciar
As alvoradas.

E o tempo se faça insígnia. E ritmo.
E a vida dança.

E os homens sejam a fecunda chave do Universo.
E os deuses escravos sejam. Gemendo as dores
Da Humanidade.

Manuel Veiga

CALIGRAFIA  ÍNTIMA – pág- 17


PO´ÉTICA Edições

segunda-feira, novembro 13, 2017

Estão Proibidos Todos os Imprevistos


Estão proibidos todos os imprevistos
E o poeta será mandante de todos os acasos
Os dias terão vinte e quatro horas
Os meses trinta dias
E os anos serão contados pelos dedos.

E quando te encontrar terei quinze anos
Teus seios serão vibrante arpejo
Em tímidos dedos
Teus lábios o mel de todas as colmeias
E tua face o rubor
De todas as auroras

E então inventarei a palavra certa
Para te nomear desmesurada mente.

Manuel Veiga